Quarta-feira, 9 de Janeiro de 2008

Jogos de poder

Depois de uma tarde que culminou numa acalmia formidável, todos preparados para um jantar saboroso, ostras compradas na lota de Sesimbra, camarões e sapateira excelente vinho verde gelado a acompanhar, apreciando agradáveis companhias. O tesão é parte integrante do dia, já não passávamos tão agradável e proveitoso dia há algum tempo.

É unânime no gang que Ana é um poço de sensualidade agradando a eles e a elas, uma verdadeira atracção, que corresponde integralmente surpreendendo a cada sorriso ou fala.
Revigorante é o termo correcto para a definir, Ana agradece a forma como foi acolhida esperando repetir, ainda longe de saber o que a espera.

O vinho vai escorrendo inundando o nosso interior elas estão muito soltas nós idem, surge a ideia de um jogo, “Rei Manda” pelo simples facto que todos gostam de mandar e ninguém gosta de perder (cada um tem direito a 3 ordens) para não variar elas começam a jogar, Sónia manda a Ana ficar de cócoras Ana assim o faz, ordena a Francisco (seu marido) que se coloque á frente de Ana ele assim o faz, pede desculpa a Sara e ordena que o marido de sara (Miguel) para se colocar atrás de Ana.

Sara, ordena a rui que fique como uma estátua em frente a Sónia segurando-a pelos cabelos, ordena a Sónia que fique de boca aberta, Sandra é obrigada a ficar no sofá de pernas bem abertas olhando o marido.

Ana agora pede que eu fique de cócoras junto ás pernas de Sandra e Sara junto a mim do lado oposto. Diz a Sónia para agarrar o pau do Rui. Sandra vendo todo o aparato pede ao Miguel que penetre Ana e deixe ficar parado no seu interior, diz a Francisco que inicie o Ana na mamada e que Sónia também inicie uma ao Rui.

O espectáculo é deslumbrante! Um jogo de xadrez com personagens reais. Cada um sabe exactamente para onde se pode e deve mover. Ana, a caloira está agora mais solta que nunca, talvez um pouco tonta pelo vinho que continua a beber e que lhe escorre pelo corpo. A penetração de Rui continua até que ela o manda parar, saltando como uma garça para o colo de Francisco pedindo nova penetração. Não pode dar mais passos, o seu território no tabuleiro termina ali. Do outro lado do tabuleiro imaginário, Sandra continua à espera de mais...

Como Rainha, pode mover-se em todas as direcções. Chama Sónia que continuava a mamar Rui. Sónia obedece de imediato e iniciam um jogo lésbico que deixa Rui completamente em êxtase. A língua de Sónia não para por todo o corpo de Sandra, que se contorce de tesão. Rui, o Rei, parte noutra direcção. O seu próximo alvo é a jovem Ana. Diz-lhe para se por de joelhos e deita-se por baixo dela, lambendo-a, devorando-a com o seu poder real. Ana grita de prazer, pede-lhe para ele não parar. Mas o jogo tem de continuar e á agora a vez de Miguel querer também provar Ana.

As suas mãos acariciam-na devagar, roçando nela o sexo erecto que explode de tesão. Rui mantém-se por baixo dela, ordenando-lhe agora que se deixe penetrar por Miguel ao que ela acede, abrindo ligeiramente as pernas, ficando assim entre um e outro. Logo ao lado, Francisco, completamente alienado com tudo o que presencia, vai ter com Sónia e com Sandra que não param de se acariciar mutuamente. Agora ele quer aqueles dois peões, deitando-as, abre-lhas as pernas, observa os seus peitos entesados e inicia uma penetração ora numa ora noutra. Agarra num cálice de vinho, deitando pequenas gotas sobre cada uma dela, e enquanto as devora avidamente, vai sugando daqueles corpos suados, pequenas gotas do espumante. Ambas estão ao rubro, os gemidos podem ouvir-se na estrada, mas ninguém parece importar-se com isso. No tabuleiro movem-se agora mais duas peças...

Ana que depois da dupla penetração, quer ainda uma ultima jogada. Pede a todos, que, um de cada vez, lhe façam algo que torne aquele dia inesquecível. As mulheres aproximam-se. Cada uma quer desfrutar daquele corpo que parece não ter descanso. Enquanto uma a beija, passando a língua por toda a cara, pescoço e peitos, a outra toca-lhe nas virilhas, depois nas coxas enquanto que a acaricia até Ana atingir um orgasmo fabuloso. Os homens rodeiam-na, pedem as outras duas que os façam vir ali mesmo, de pé e um repuxo de esporra cobre agora o corpo de Ana que, não contente ainda, vai lambendo as mãos, os braços e chupando os dedos com o leite que vai recolhendo do seu próprio corpo. Foi o xeque-mate!

Escrito por team Lust (vashaya & Safira aka Afrodite)
segredos de buonarotti2 às 18:22
chave secreta | aconselhar | preferir
|
1 comentário:
De buonarotti2 a 11 de Janeiro de 2008 às 21:20
mas mudou o visual por quê? ai! mas está bem... apesar de muito desnudo;)

confiar-nos a palavra

*vivências partilhadas

*Calendário

*Prémio

*passearam com due e tto

a href="http://easyhitcounters.com/stats.php?site=buonarotti" target="_top">Counters
Free Counter

*o que contamos

* Mais um vídeo do nosso am...

* Glamour........

* árvore de natal 2

* Árvore de Natal

* acessórios

* parafilia

* ah! os pés!

* dicionário de fétiches

* bondage 4

* bondage 3

* bondage2

* bondage 1

* As manas

* Dicas práticas para menin...

* Sexo seguro

* Sexo - vida de casado

* tantric2

* tantric

* último tango emParis

* masks

* Lá fora começou a chover,...

* Trio improvável

* Poema de amor aguado

* A verdadeira história da ...

* Madonna - Erotica

* Ariel Strip

* Noites de verão

* Ah! o noso blog é quente!...

* Publicidade porta-a-porta

* cada um come do que gosta

* Boas férias!

* Viagem a Marrocos

* As mulheres excitam-me, n...

* Ora bolas!

* Princesa

* Fogo e paixão

* Atrás da porta

* Me deixas louca

* Problema com a tvcabo

* Desejo...

* Portugal, sempre!

* Guerra de mulheres

* Espero-te

* Domina-me

* Regresso ao passado 3

* Prelude du Fornication

* Banheiro

* Namoro digitalizado

* Empregada safada

* Gifmania II

*Retractos anónimos

*fechaduras... espreite:)

*Pirata

*Devoradora

*pesquisar

 

*Apelativa