Domingo, 10 de Fevereiro de 2008

Metro

 

Numa sexta-feira à tarde saio do escritório de onde trabalho como todos os dias, pensei que estava a preparar-me para um fim-de-semana normal como todos os outros. Na realidade todos os dias praticamente a mesma hora apanhava o metro e dirigia-me até casa. Contudo naquela sexta feira entrou na carruagem e sentou-se diante de mim uma mulher, dos seus 30 e poucos anos, magra, atraente e com um sorriso cativante e que desde logo despertou a minha atenção. Passei grande parte da viagem a olhar fixamente para ela e reparei que ela fazia o mesmo.
 
Entramos num jogo de sedução mutuo o que confesso estava a deixar-me excitado, quando estávamos a chegar a uma estação a J. como lhe vou chamar levantou-se, preparava-se para sair fiquei desiludido mas naquele instante um impulso fez-me sair atrás daquela mulher, de seguida interpelei-a, ela começou por ficar assustada, mas mostrou-me aquele sorriso logo depois, perguntei-lhe se ela queria um café ao que ela me respondeu que desejava muito mais que isso.
Em seguida saímos para a rua e procuramos um canto refundido onde ninguém nos visse, finalmente encontrámos, comecei por abraçar a J e beijá-la suavemente, os seus lábios eram muito macios. Segredou-me ao ouvido que adorava ser chupada, sem tempo a perder levantei-lhe a saia, baixei-me e reparei que já estava húmida por certo estava num estado de excitação como o meu, tinha os lábios vaginais carnudos, pus-lhe a ponta da minha língua no clítoris ao que ela contorceu-se de prazer sem perder tempo ofereci-lhe um belo minete, lambia a ratinha da J com gosto e dedicação, a J começava a gemer de prazer, a sua vagina tinha os lábios com sabor a mel, estava cada vez mais empapada e eu lambia aquele mel vaginal, ela atingiu o clímax, a minha língua tinha-lhe proporcionado um orgasmo de primeira, de seguida a J pressentiu o meu caralho cada vez mais duro, estava em ponto de rebuçado tirou-mo para fora e começou-me a mamar, aqueles lábios macios ofereciam-me agora um broche de primeira sentia-me cada vez mais excitado, a J disse-me que tinha de vir fora, assim o fiz quando estava no auge tirei para fora e descarreguei ali mesmo num canto, pouco depois despedimo-nos com um beijo intenso, até hoje quando entro no metro procuro a J será que voltarei a encontrá-la....
segredos de buonarotti2 às 18:27
chave secreta | aconselhar | preferir
|

*vivências partilhadas

*Calendário

*Prémio

*passearam com due e tto

a href="http://easyhitcounters.com/stats.php?site=buonarotti" target="_top">Counters
Free Counter

*o que contamos

* Mais um vídeo do nosso am...

* Glamour........

* árvore de natal 2

* Árvore de Natal

* acessórios

* parafilia

* ah! os pés!

* dicionário de fétiches

* bondage 4

* bondage 3

* bondage2

* bondage 1

* As manas

* Dicas práticas para menin...

* Sexo seguro

* Sexo - vida de casado

* tantric2

* tantric

* último tango emParis

* masks

* Lá fora começou a chover,...

* Trio improvável

* Poema de amor aguado

* A verdadeira história da ...

* Madonna - Erotica

* Ariel Strip

* Noites de verão

* Ah! o noso blog é quente!...

* Publicidade porta-a-porta

* cada um come do que gosta

* Boas férias!

* Viagem a Marrocos

* As mulheres excitam-me, n...

* Ora bolas!

* Princesa

* Fogo e paixão

* Atrás da porta

* Me deixas louca

* Problema com a tvcabo

* Desejo...

* Portugal, sempre!

* Guerra de mulheres

* Espero-te

* Domina-me

* Regresso ao passado 3

* Prelude du Fornication

* Banheiro

* Namoro digitalizado

* Empregada safada

* Gifmania II

*Retractos anónimos

*fechaduras... espreite:)

*Pirata

*Devoradora

*pesquisar

 

*Apelativa