Domingo, 9 de Março de 2008

Bela médica

Sou um Jovem de 18 anos de Lisboa e isto sucedeu-me há menos de uma semana no centro de saúde aqui da minha zona.
Estava com dores de garganta, um pouco de febre e má disposição, decidi então ir ao médico para saber o que tomar e o que era.
Esperei, já que o meu médico estava de férias e consegui arranjar consulta para uma médica.
Aguardei cerca de uns 20 minutos e de seguida fui chamado para um dos gabinetes.

Quando entrei vi uma médica bem morena nesta altura de férias era normal, com cerca de uns 40 anos, cheinha mas parecia ter tudo bem rijo, e pareceu-me que, com este calor, estar com pouca roupa por baixo, mas nem imaginei no que ia suceder daqui a uns minutos.
Referi os meus sintomas e ela viu a minha garganta, auscultou-me e em seguida mandou-me deitar na marquesa. Eu deitei-me, pediu para eu puxar a t-shirt para cima e para abrir um botão das calças, assim o fiz ela meteu as mãos no estomago e começou a fazer apalpação no estomago.

Quando de repente sinto ela a baixar um pouco mais a mão e a tocar de leve na cabeça do meu pénis, escusado sera dizer que senti um enorme arrepio, e fiquei um pouco erecto. Voltou de novo acima e continuou a fazer apalpação no estomago.

Reparo, por entre os botões da bata, num seio com um mamilo bem erecto, fiquei envergonhado porque pareceu-me que ela tinha reparado, e desviei o olhar. Pergunta-me se pode abrir mais um botão, ou dois, para ver melhor as dores de estomago e eu achei estranho mas disse que sim. Abriu-me mais um botão, e depois outro, das calças e senti uma mão entrar por entre os boxeurs. Fiquei tremulo sem saber o que fazer.

Pergunta se ali não tinha dores já que estava tão inchado e sorriu. Sem saber o que dizer, tímido e sem saber o que fazer, fiz um pequeno movimento para me levantar, mas ela meteu a mão no meu peito e disse-me para me deixar estar deitado que ia dar-me um bom antibiotico para eu me acalmar.

Começa a masturbar-me e eu fecho os olhos. Quando sinto os seus labios a tocarem na pontinha do meu pénis, escussado sera dizer que estava bastante erecto com aquela situação que só tinha visto assim em filmes. Levo a minha mão à bata dela e abro-lhe um botão, depois dois e fica a descoberto aqueles seios fartos, com uns mamilos bem erectos e com a marca do bikini o que eu adoro. Levei a mão a eles e comecei a acariciá-los, enquanto ela chupa e lambe o meu pénis.

Ela abre a bata e tinha só um pequena tanga, rosa clara, um rabo bem grande. O entusiasmo já era bem grande, tanto da parte dela como do meu. Pediu-me para lhe beijar os seios e chupar, algo que eu fiz prontamente, enquanto lhe penetrava um dedo bem dentro daquela vagina já bastante molhada.

Pediu-me se podia lamber a sua vagina e eu obedeci de novo ao seu pedido, senti ela bastante molhada e enquanto penetrava um dedo, lambia-lhe o clitoris. Estava cheio de tesão já e perguntei se a podia penetrar. Mais perplexo fiquei quando ela disse-me aqui não, apontando para a sua vagina e, apontando para o buraco do anus, disse-me aqui sim, mas tens preservativo?

Algo que eu por acaso ando quase sempre mas, neste dia nem sonhei, e por isso nao tinha. Ela levantou-se, dirigiu-se à sua secretaria e abriu uma gaveta de onde tirou dois preservativos. Rasgou o invólucro dele com os dentes e de seguida meteu-me com os lábios, nunca me tinham feito nada assim.

Meteu as mãos na marquesa e, de rabo espetado para mim, disse quero que o metas bem no fundo do meu cu. Meti-o bem juntinho a ele e, como nunca tinha feito nada do género, estava com receio. Ela segura nele e com uma estocada mete-o quase metade dele bem dentro do cu e diz agora dá-me bem dentro dele. Penetreia toda e estava a sentir um prazer enorme.

Passados alguns minutos não estava a aguentar mais, queria vir-me, e ela logo me respondeu não desperdices nada, virou-se, de uma estocada tirou-me o preservativo e meteu o meu pénis bem dentro da boca dela o que me fez vir imediatamente. Abriu a boca e mostrou-me que não tinha lá absolutamente nada, além de uns bocadinhos, ou seja, tinha engolido tudo.

Limpou-se, vestimo-nos, ela passou-me a receita e desejou-me as melhor e eu, num sorriso tímido, disse obrigado.
Espero que, da próxima vez que tenha gripe, haja mais medicas assim.
David
segredos de buonarotti2 às 17:11
chave secreta | aconselhar | preferir
|

*vivências partilhadas

*Calendário

*Prémio

*passearam com due e tto

a href="http://easyhitcounters.com/stats.php?site=buonarotti" target="_top">Counters
Free Counter

*o que contamos

* Mais um vídeo do nosso am...

* Glamour........

* árvore de natal 2

* Árvore de Natal

* acessórios

* parafilia

* ah! os pés!

* dicionário de fétiches

* bondage 4

* bondage 3

* bondage2

* bondage 1

* As manas

* Dicas práticas para menin...

* Sexo seguro

* Sexo - vida de casado

* tantric2

* tantric

* último tango emParis

* masks

* Lá fora começou a chover,...

* Trio improvável

* Poema de amor aguado

* A verdadeira história da ...

* Madonna - Erotica

* Ariel Strip

* Noites de verão

* Ah! o noso blog é quente!...

* Publicidade porta-a-porta

* cada um come do que gosta

* Boas férias!

* Viagem a Marrocos

* As mulheres excitam-me, n...

* Ora bolas!

* Princesa

* Fogo e paixão

* Atrás da porta

* Me deixas louca

* Problema com a tvcabo

* Desejo...

* Portugal, sempre!

* Guerra de mulheres

* Espero-te

* Domina-me

* Regresso ao passado 3

* Prelude du Fornication

* Banheiro

* Namoro digitalizado

* Empregada safada

* Gifmania II

*Retractos anónimos

*fechaduras... espreite:)

*Pirata

*Devoradora

*pesquisar

 

*Apelativa