Sexta-feira, 14 de Março de 2008

Surpresa para o Lobo Mau

Quando abri o email, uma mensagem nova da J. Abri o email curioso e estava escrito. “Feito especialmente para ti…”. Em anexo estava um filme. Cliquei duas vezes e abri-o. A primeira imagem era de uma mesa castanha clara e nada mais. A imagem dela aparece, apenas a cara, com um sorriso malicioso moldando a cara. “Este pequeno filme é para ti. Espero que gostes.” Levantou-se e andou um pouco para trás.


Estava vestida com uma blusa decotada rosa e uma mini-saia de ganga azul. Balançando os quadris um pouco, ela abre a blusa e tira-a. Sem soutien, as mamas pequenas mas tesas estão livres. Sorrindo, acaricia-as e puxa pelos bicos com os dedos. Os meus olhos estavam presos ao ecrã observando aquele tesão de mulher dando-me aquele espectáculo maravilhoso. Virando-se de costas para a câmara, levanta a saia, deixando-me ver um fio dental branco desaparecendo pelas nádegas morenas. Afastou um pouco as pernas e deitou-se sobre a mesa fazendo movimentos de quadris simulando que estava a ser fodida. Uma mão aparece de baixo dela e começa a acariciar o sexo por cima das cuecas brancas.


Virando-se, senta-se na beira da mesa, abrindo as pernas ao máximo. As cuecas mal tapavam por completo o sexo. Transparentes, mostravam o sexo completamente depilado encimado por um pequeno triângulo de pêlos bem aparados. Ouvia-se apenas a respiração ofegante. A mão massajava o sexo por cima das cuecas, fazendo-a soltar gemidos de tesão. Eu estava completamente teso a ver aquelas imagens. Levantando-se novamente, faz escorregar a saia pelas pernas e volta-se a sentar. As cuecas eram de lacinhos na lateral. Ela sabia como eu gostava delas assim. De pernas completamente abertas, faz escorregar a mão desde a boca, em que molhou dois dedos, pelo peito, fazendo círculos em ambos os mamilos erectos, pela barriga e para dentro das cuecas.


O contacto dos dedos directamente com o seu sexo fê-la soltar um gemido e fechar os olhos. Começou com movimentos circulares no clítoris e depois descia um pouco. Eu estava tapado pelas cuecas pelo que não conseguia ver o seu sexo na plenitude. “Queres ver mais?” Respondi que sim sem sequer me aperceber que ela não me poderia ouvir. Lentamente desatou os laços que prendiam aquele pequeno triângulo de pano que me impedia de ver todo o seu sexo. Quando caiu, apercebi-me de como esta molhada. Luzidio, o sexo ligeiramente entreaberto esperando mais carícias.


Massajou o sexo para mim e ouvia-se distintamente aquele som do sexo molhado, cheio de tesão, a ser esfregado, conjuntamente com os seus gemidos. Eu estava a adorar o espectáculo. Levantou-se e saiu da imagem. Voltou com um vibrador de dimensões razoáveis e lambeu-o e enfiou na boca a olhar directamente para a câmara. A minha tesão era imensa olhando para aquele corpo maravilhoso que se me mostrava. Como tinha uma ventosa, colo-o no centro da mesa e, de costas para a câmara, com as mãos afastou a nádegas, deixando-me ver aquele pedaço de borracha ser engolido pelo seu sexo entreaberto. Ouvia o seu gemer lânguido, cheio de tesão. Vi perfeitamente o seu sexo comportar com todo o consolo dentro dele. Movimentava-se em cima da mesa, sempre abrindo as suas nádegas com as mãos, dando-me uma visão perfeita do seu sexo a ser fodido pelo consolo. Sem se retirar dele, rodou ficando de frente para mim. Via agora os lábios do sexo forçosamente abertos pela passagem do consolo.


O seu corpo ondulante fazia com que sentisse a ser fodida. Levantou-se mais um pouco e saiu de cima do consolo. Tanto ele como a cona luziam dos seus líquidos. Cuspiu nele e apontou-o ao seu rabo. Deixou-se sentar lentamente, fazendo com que as suas pregas se abrissem para a passagem. Um esgar de dor misturado com prazer passou pela sua face e voz, mas deixou-se ir até ao fundo. Iniciou os movimentos de foder lentamente enquanto com uma das mãos acariciava o sexo, ora movimentando em cima do clítoris ora enfiando dois dedos dentro de si. Os gemidos eram longos e altos. Os seus quadris baixavam e levantavam a um ritmo cada vez maior, dando sinais que o seu gozo estava próximo.


De um movimento só, afundou-se completamente no consolo enquanto um gemido longo e de prazer saiu da sua garganta. O seu corpo contorceu-se com o orgasmo e ela ficou parada, ofegante, deleitando-se com a energia que passava por cada parte do seu corpo, acabando no seu sexo saciado. Levantou os olhos e sorriu.


“Espero que tenhas gostado. Da próxima quero o teu leite dentro de mim…”. A imagem escureceu e eu fiquei impávido a olhar para o ecrã negro.
 

Wolf

 

segredos de buonarotti2 às 14:31
chave secreta | aconselhar | preferir
|

*vivências partilhadas

*Calendário

*Prémio

*passearam com due e tto

a href="http://easyhitcounters.com/stats.php?site=buonarotti" target="_top">Counters
Free Counter

*o que contamos

* Mais um vídeo do nosso am...

* Glamour........

* árvore de natal 2

* Árvore de Natal

* acessórios

* parafilia

* ah! os pés!

* dicionário de fétiches

* bondage 4

* bondage 3

* bondage2

* bondage 1

* As manas

* Dicas práticas para menin...

* Sexo seguro

* Sexo - vida de casado

* tantric2

* tantric

* último tango emParis

* masks

* Lá fora começou a chover,...

* Trio improvável

* Poema de amor aguado

* A verdadeira história da ...

* Madonna - Erotica

* Ariel Strip

* Noites de verão

* Ah! o noso blog é quente!...

* Publicidade porta-a-porta

* cada um come do que gosta

* Boas férias!

* Viagem a Marrocos

* As mulheres excitam-me, n...

* Ora bolas!

* Princesa

* Fogo e paixão

* Atrás da porta

* Me deixas louca

* Problema com a tvcabo

* Desejo...

* Portugal, sempre!

* Guerra de mulheres

* Espero-te

* Domina-me

* Regresso ao passado 3

* Prelude du Fornication

* Banheiro

* Namoro digitalizado

* Empregada safada

* Gifmania II

*Retractos anónimos

*fechaduras... espreite:)

*Pirata

*Devoradora

*pesquisar

 

*Apelativa