Quarta-feira, 19 de Março de 2008

Regresso ao passado 2

Não valeu a pena. Vinte, trinta pessoas enfiadas numa pequena sala sem ar condicionado, com o sol a entrar pelas janelas laterais fechadas, dois autores de manuais escolares que deviam pensar estar apresentar uma nova colecção de sabonetes, com sabores sortidos, morango, figo... Saímos. O intervalo deveria ser interessante. Sentei-me num sofá apetitoso de uma sala de estar ali ao lado. A minha colega trocou dois dedos de conversa comigo, sentada no sofá ao lado. Os outros professores esperavam pelos elevadores e lá iam descendo. Quando este piso já estava oco, descemos os dois.


Era o mesmo elevador. Ainda há pouco estava eu a abraçar as recordações e agora estava ali sem saber o que fazer. Logo se vê. Nada acontecerá, muito provavelmente. No piso térreo havia meia dúzia de professores a conversar e a beber um café no bar. Sentei-me no bar já que não havia sinais dela. A minha colega acompanhava-me e, sentada ao meu lado, conduz o meu olhar para um deputado num pequeno grupo de pessoas ali ao lado. Aproxima-se outra colega da minha escola. Esta vai buscar o seu café e senta-se, com mais uma amiga, ali ao lado. Enquanto elas conversam, peço licença e vou dar uma volta. Não estava ali no bar.


Na galeria sobre a recepção, vejo-a a sair do lado oposto. Faço sinal e ela dá uma corridinha. Sobe as escadas e atira-se ao meu pescoço num grande abraço. Diz-me ao ouvido que tem de portar-se bem porque tem ali duas colegas da escola. Não evito o sorriso mas evito as palavras. Sentados num sofá ao pé das escadas, ela diz que vai faltar à conferência porque tem de ir para casa. Ainda pergunto se aquilo era um convite para eu faltar também mas ela dá-me uma nega. Hoje não. Paciência. Trocamos de números de telefone. Promete ir ter comigo ao atelier. Está feliz por este encontro não programado. Será obra do destino? Quase sentada ao meu colo, dá-me um beijo lento e ambicioso. Olha para todos os lados e diz que eu sou a sua ruína. Esta é para rir? Promete que vai telefonar. Mais um beijo mas rápido para variar. Desce a escada a correr, pára no patim para dizer adeus e mandar um beijo, e volta a correr.


Os meus olhos correm à frente dos pés para a ver da galeria, ela atravessa a recepção sem voltar o olhar para mim. Saíu. Não é mesmo o meu dia de sorte. Não deu em nada mas também não sei se dará. Logo se vê. Volto para as minhas colegas que continuam na conversa. Provavelmente nem deram pela minha falta. Dizem que está na hora da conferência.


Fico caninamente a guardar as malas enquanto elas vão à casa de banho. Ainda não percebi porque apenas uma mulher desperta as necessidades fisiológicas de todas as outras na hora de ir à casa de banho. 

Fecho Aberto
segredos de buonarotti2 às 18:09
chave secreta | aconselhar | preferir
|

*vivências partilhadas

*Calendário

*Prémio

*passearam com due e tto

a href="http://easyhitcounters.com/stats.php?site=buonarotti" target="_top">Counters
Free Counter

*o que contamos

* Mais um vídeo do nosso am...

* Glamour........

* árvore de natal 2

* Árvore de Natal

* acessórios

* parafilia

* ah! os pés!

* dicionário de fétiches

* bondage 4

* bondage 3

* bondage2

* bondage 1

* As manas

* Dicas práticas para menin...

* Sexo seguro

* Sexo - vida de casado

* tantric2

* tantric

* último tango emParis

* masks

* Lá fora começou a chover,...

* Trio improvável

* Poema de amor aguado

* A verdadeira história da ...

* Madonna - Erotica

* Ariel Strip

* Noites de verão

* Ah! o noso blog é quente!...

* Publicidade porta-a-porta

* cada um come do que gosta

* Boas férias!

* Viagem a Marrocos

* As mulheres excitam-me, n...

* Ora bolas!

* Princesa

* Fogo e paixão

* Atrás da porta

* Me deixas louca

* Problema com a tvcabo

* Desejo...

* Portugal, sempre!

* Guerra de mulheres

* Espero-te

* Domina-me

* Regresso ao passado 3

* Prelude du Fornication

* Banheiro

* Namoro digitalizado

* Empregada safada

* Gifmania II

*Retractos anónimos

*fechaduras... espreite:)

*Pirata

*Devoradora

*pesquisar

 

*Apelativa