Terça-feira, 8 de Abril de 2008

A minha vizinha

... ao chegar ao café deparei-me com uma mulher de 1,65 m mais ou menos 60 kg e igual à foto.

Vai um café, muita conversa, risos, enfim, foi empatia imediata. A conversa descamba para calor, música, tango e a sensualidade. Pagámos e sai-mos dali, ela convida-me para ir até casa dela, tinha lá umas cervejas e poderíamos continuar a conversa.

Na casa dela fomos falando, olhando e provocando até que arrisquei tocar-lhe numa perna, ela com olhar de consentimento, abriu mais um pouco as pernas, eu fui subindo mais as mãos até sentir o calor do seu sexo. Ela pega na minha mão (pensei eu vai dizer que não) e coloca-a na sua rachinha quente e molhada, o meu pau estava cada vez mais hirto.

Então ela diz-me "que sorte ter um vizinho assim tão próximo, nunca se sabe quando pega fogo e tem alguém que me apague e salve" eu sorri e debrucei-me sobre o seu colo, afastei a cuequinha e vejo uma ratinha depilada (não totalmente) com lábios grossos e começo a usar a minha língua de imediato. Lambi até que ela grita "Deixa-me mamar no teu pau".

Eu levantei-me e despi-me e, ela ao ver que eu me depilava, ficou surpresa – hum – e logo se agarrou ao meu membro acariciando-o com mestria, enfiando na boca sempre a olhar para a minha cara de prazer, quase que rebentei.

Levantei-a e coloquei-a em cima do sofá, de joelhos e de costas para mim, voltei a abrir as suas pernas e dei uma lambidela de baixo para cima, encostei-me nela e rocei o meu pau pelos seus buraquinhos. Ela arfava, pegou no meu pau direcciona-o à sua coninha húmida e eu enfio de uma só vez.

Agarrando-a pelos cabelos, dou-lhe umas estocadas fortes e profundas e volto a tirar. Ela feita putinha – quer cu vizinho? - eu tranquilizo-a dizendo - tem tempo - voltei a enfiar novamente e mais fundo ainda, com ela vindo de encontro a mim.

Rapidamente eu enfio um dedinho no seu cuzinho, ela rebola e pede outro – hum – chegou a hora da verdade e vai a cabecinha de tão dilatada e relaxada que estava, escorrega, ela estremece, rebola e eu vou aumentando a cadencia até á força bizarra.

Como a minha vizinha é puta, ela grita – vem, vem-te no meu cu - assim o fiz, um grotesco orgasmo provoca ondas de prazer, enchi o seu cu de leite, parámos extasiados, sorridentes, tomámos um banho e... amanhã há mais...
 

Vashaya
 

diarioerotico.net
segredos de buonarotti2 às 15:23
chave secreta | aconselhar | preferir
|

*vivências partilhadas

*Calendário

*Prémio

*passearam com due e tto

a href="http://easyhitcounters.com/stats.php?site=buonarotti" target="_top">Counters
Free Counter

*o que contamos

* Mais um vídeo do nosso am...

* Glamour........

* árvore de natal 2

* Árvore de Natal

* acessórios

* parafilia

* ah! os pés!

* dicionário de fétiches

* bondage 4

* bondage 3

* bondage2

* bondage 1

* As manas

* Dicas práticas para menin...

* Sexo seguro

* Sexo - vida de casado

* tantric2

* tantric

* último tango emParis

* masks

* Lá fora começou a chover,...

* Trio improvável

* Poema de amor aguado

* A verdadeira história da ...

* Madonna - Erotica

* Ariel Strip

* Noites de verão

* Ah! o noso blog é quente!...

* Publicidade porta-a-porta

* cada um come do que gosta

* Boas férias!

* Viagem a Marrocos

* As mulheres excitam-me, n...

* Ora bolas!

* Princesa

* Fogo e paixão

* Atrás da porta

* Me deixas louca

* Problema com a tvcabo

* Desejo...

* Portugal, sempre!

* Guerra de mulheres

* Espero-te

* Domina-me

* Regresso ao passado 3

* Prelude du Fornication

* Banheiro

* Namoro digitalizado

* Empregada safada

* Gifmania II

*Retractos anónimos

*fechaduras... espreite:)

*Pirata

*Devoradora

*pesquisar

 

*Apelativa