Quinta-feira, 8 de Maio de 2008

Maggie - diálogo intercultural

O que vou contar, passou-se há uns anos em Vilamoura. Um amigo meu bem colocado na vida e bem mais velho do que eu, tinha-me convidado para passar um fim-de-semana com ele e com a mulher em Vilamoura. Além de ter companhia para correr os restaurantes todos da zona, ele também precisava de uma opinião sobre uma vivenda que estava a pensar comprar, e então, um dia, lá fomos ver a vivenda que ele tinha em vista. A casa era linda e a agente da imobiliária tinha-lhe dado a chave para podermos entrar e ver o seu interior.


Enquanto ele me mostrava a casa, a mulher liga-lhe para o telemóvel dizendo-lhe que estava um cliente à espera que por acaso estava a passar férias em Quarteira. Ele desculpou-se apressadamente e foi ter com o cliente para ultimar um negócio qualquer e depois voltaria para me buscar. Sem nada para fazer, passeei pela casa e fui até à piscina que era mesmo ao pé do muro da vivenda contígua. Reparei que do outro lado se encontrava uma mulher dos seus trinta e poucos anos, muito morena, de estatura baixa e muito curvilínea que se levantou da sua espreguiçadeira e se dirigia a mim.

Movia-se devagar o que lhe dava imensa sensualidade que ainda era aumentada pelo biquini preto e a pele bronzeada e luzidia. Sorrindo, perguntou-me em inglês se ia ser o seu novo vizinho, ao que eu lhe disse que não, para grande pena minha. Apresentou-se como Magguie Wong e este nome logo me resolveu o mistério de ter uns olhos com um certo traço asiático, embora passasse quase por latina à primeira vista.


Expliquei-lhe que estava à espera do meu amigo e então a Maggie convidou-me para ir a casa dela. Sentámo-nos cada um numa espreguiçadeira e ela sorria de uma forma discreta mas sempre com um olhar meio provocador ao mesmo tempo que me perguntava o básico que dois desconhecidos se perguntam: estado civil, profissão, idade,etc. Confesso que estava a ficar fascinado por ela e na minha cabeça já passavam várias cenas tórridas alimentadas por aquelas curvas lindíssimas e a sua pequena gordurinha na barriga que lhe dava um ar muito sexy. Ao fim de um bocado,aproximou-se de mim e eu sentia um misto de cheiro a menta do protector solar dela com o cloro naquele dia de verão que era um autêntico forno.

Aproximando-se cada vez mais, sorri (e realmente aquele sorriso era uma arma devastadora), pousa-me a mão no meu pulso, chega-se cada vez mais e sinto o braço dela a tocar no meu tronco. Logo de seguida,beija-me e começo a sentir tonturas,porque já estava a ficar duríssimo. Nem sequer me preocupei com a possibilidade de sermos apanhados,porque já a sentia enrolada por cima de mim como se fosse um grande lençol de sensualidade com cheiro a menta. Deitados na espreguiçadeira, já trocávamos beijos sofregamente e nos despíamos um ao outro.


Sem saber como, estava a ser cavalgado por ela e observava tanto quanto me era possível, a sua dança por cima de mim. A música eram os gemidos dela e o peito dela enchia-se de ar como velas de um barco. Sentia-me todo contraído, lutando desesperadamente para não me vir, o que começava a parecer-me cada vez mais difícil de evitar. Levanto-me de repente e beijo-a ainda sentada em cima de mim e depois iço-a dirigindo a minha boca para o meio das pernas dela. Lambo-a cada vez mais molhada.

Luzidia e rosada e ela aproveitando, enlaça as pernas dela por cima dos meus ombros, mergulhando-me desorientado naquela sensualidade desvairada. De vez em quando parava e olhava para ela e lambia-lhe o umbigo e ela acariciava-me sorrindo sempre. Mas cada vez ela pulsava mais e então eu lambia-a ainda mais. Nisto deitei-a de costas e continuei a lambê-la e senti que ia ter o primeiro orgasmo.


Ela tenta afastar-me para que eu a penetrasse mas não deixei, e assim ela veio-se na minha boca. Senti os espasmos de prazer e, os gemidos dela era como se estivessem ali mesmo em frente da minha língua. Levanto-me e olho para ela e, mais uma vez, aquele sorriso dá-me as boas vindas. "Agora,vais sofrer", diz ela e então puxa por mim e começa a chupar simultaneamente com uma suavidade e intensidade que me deixava doido. A espaços tirava-lho da boca e mostrava-lhe a obra magnífica dela de tesão e desejo tudo reunido numa dureza enorme. Ela, sempre sorrindo daquela forma tão maliciosa, vira-se oferecendo-me aquele rabo magnífico.

Massajo-a e lambo-a e tento ignorar por momentos os pedidos dela para a penetrar. Mas vendo-a cada vez mais brilhante e rosada, penetro-a bem devagar ao que ela me responde abanando-se intensamente e gritando "Mais depressa!". Estava de novo a dar sinais de que se estava quase a vir e eu também já não conseguiria aguentar muito mais. Então começo a penetrá-la furiosamente e em pouco tempo venho-me e segundos depois sou acompanhado por ela.


Estávamos num mar de prazer máximo, com os espasmos de ambos, os gemidos dela e os meus a cobrirem-nos de desejo. Exaustos, ficámos um tempo deitados e abraçados na espreguiçadeira num cheiro de sexo, menta e cloro a envolver-nos debaixo de um sol fabuloso de verão. Poucas horas depois apareceria o meu amigo para me vir buscar, e eu já em condições, despedia-me da minha amiga Maggie que, graças ao seu sorriso malicioso conseguiu prolongar a minha estadia no Algarve por mais uma semana.

 

diáriorrótico.net

segredos de buonarotti2 às 15:40
chave secreta | aconselhar | preferir
|

*vivências partilhadas

*Calendário

*Prémio

*passearam com due e tto

a href="http://easyhitcounters.com/stats.php?site=buonarotti" target="_top">Counters
Free Counter

*o que contamos

* Mais um vídeo do nosso am...

* Glamour........

* árvore de natal 2

* Árvore de Natal

* acessórios

* parafilia

* ah! os pés!

* dicionário de fétiches

* bondage 4

* bondage 3

* bondage2

* bondage 1

* As manas

* Dicas práticas para menin...

* Sexo seguro

* Sexo - vida de casado

* tantric2

* tantric

* último tango emParis

* masks

* Lá fora começou a chover,...

* Trio improvável

* Poema de amor aguado

* A verdadeira história da ...

* Madonna - Erotica

* Ariel Strip

* Noites de verão

* Ah! o noso blog é quente!...

* Publicidade porta-a-porta

* cada um come do que gosta

* Boas férias!

* Viagem a Marrocos

* As mulheres excitam-me, n...

* Ora bolas!

* Princesa

* Fogo e paixão

* Atrás da porta

* Me deixas louca

* Problema com a tvcabo

* Desejo...

* Portugal, sempre!

* Guerra de mulheres

* Espero-te

* Domina-me

* Regresso ao passado 3

* Prelude du Fornication

* Banheiro

* Namoro digitalizado

* Empregada safada

* Gifmania II

*Retractos anónimos

*fechaduras... espreite:)

*Pirata

*Devoradora

*pesquisar

 

*Apelativa