Terça-feira, 29 de Abril de 2008

Anjo


 

Tão simples meu amor.
Nem poemas subtilmente eróticos,
nem metáforas em chamas barrocas,
nem olhares de paixão lânguida e doce.


Tão simples, meu amor.
Nem cartas românticas escritas nas minhas coxas,
nem bilhetes perfumados desenhados nos meus lábios.

Tão simples meu amor.
Nem vinhos aromáticos bebidos na concha do meu sexo feito de seda,
nem sorrisos de encanto sussurrados na minha boca desejosa de beijos,
nem barcas de sonho cavalgadas nos meus rins em tons de azul.

Tão simples meu amor.
Apenas o teu corpo na minha cama.
Apenas tesão e espasmos solitários.
Apenas a língua, apenas a pele, apenas o grito sufocado.
Apenas suor lambido a sal.
Apenas o orgasmo final.
Apenas as tuas asas de anjo esta noite. 
A tua Lolita
segredos de buonarotti2 às 00:03
chave secreta | aconselhar | preferir

*vivências partilhadas

*o que contamos

* Anjo

*fechaduras... espreite:)

*pesquisar